Instituto Marista caminha rumo ao seu Bicentenário

Entre as celebrações, Superior Geral Marista Ir. Emili Turu realizou visita ao Brasil, na sede do Grupo Marista, em Curitiba.

Em julho de 2015, o Instituto Marista, presente em 80 países e nos cinco continentes, inicia a segunda etapa de comemorações rumo ao seu Bicentenário. Intitulado Ano Fourviére, o período que vai de julho de 2015 a julho de 2016 representa para a comunidade Marista um momento de recordar às origens da formação do Instituto, lembrando que religiosos, leigos, e leigas estão integrados para o exercício da Missão de formar cidadãos éticos, justos e solidários para a transformação da sociedade, por meio da educação.

“Em janeiro de 2017, vamos completar dois séculos de fundação do nosso Instituto. Este será um momento de projeção para o terceiro centenário Marista e uma oportunidade maravilhosa para um novo começo. Devemos ter consciência de que novas circunstâncias históricas e sociais nos obrigam a sermos profundamente críticos e nos questionarmos sobre como devemos responder às novas necessidades. Ao longo desses 200 anos, muitas gerações de crianças e jovens, espalhados pelos cinco continentes, foram beneficiadas pela educação Marista e isso nos serve de alimento e força para continuarmos o exercício da nossa missão, tão atual hoje como nos tempos do Padre Champagnat”, destacou o Superior Geral do Instituto Marista, Ir. Emili Turu, durante visita ao Brasil a convite da Província Marista Brasil Centro Sul (PMBCS).

O Provincial da PMBCS, Ir. Joaquim Sperandio, explica que o Instituto Marista foi fundado para estar a serviço dos mais necessitados e que o ano Fourviére, que começa a ser celebrado em julho de 2015, recorda a união existente hoje, entre Irmãos, Leigos, e Leigas, juntos, por uma única missão ao redor do mundo. “O Padre Champagnat fundou uma congregação de espiritualidade mariana, para ajudar a Igreja a ser mariana, a ser simples, a estar a serviço do povo. O ano Fourviére vem nos recordar dessa bonita união. Como Maristas de Champagnat, somos convidados a ser fieis a essa promessa de levar adiante a missão da evangelização, junto a crianças e jovens por meio da educação, construindo uma sociedade mais justa e fraterna, atendendo, especialmente, os marginalizados e empobrecidos do nosso País e do mundo contemporâneo”, completou.

Como parte das comemorações em alusão ao Bicentenário Marista, e em celebração à Semana Santa, o Superior Geral do Instituto Marista veio ao Brasil, a convite da PMBCS, para apresentar aos Irmãos e Leigos do Grupo Marista a evolução do Instituto ao longo do tempo, contextualizar sobre as celebrações que antecedem ao bicentenário – Ano Montagne, Ano Fourviére e Ano La Valla – e convidar a todos para que, como Leigos e Irmãos Maristas, reflitam sobre 2017: um novo começo.

“Quando nos dedicamos às crianças e jovens nas diferentes partes do mundo, devemos ter consciência que estamos tratando do futuro da humanidade e, por isso, devemos dar o melhor de nós, em especial, nas regiões de fronteira. A partir das celebrações relacionadas ao nosso bicentenário, queremos buscar um novo começo. Queremos encontrar para o mundo Marista uma nova estrutura que una Irmãos e Leigos na mesma Missão, pois só com o compromisso de todos será possível um novo começo”, lembrou o Irmão Emili Turu que é o 13º sucessor de São Marcelino Champagnat, fundador do Instituto Marista.

Representando a Província Marista Brasil Rio Grande do Sul (PMRS), o diretor geral do Colégio Marista Ir. Jaime Biazus, Ir. Odilmar José Civa Fachi, destaca que na PMRS o contato com a juventude é o que impulsiona o compromisso com o desenvolvimento da Missão Marista na região.

“Conversando com jovens da Pastoral Juvenil Marista (PJM), sinto vibrar o desejo do nosso fundador de estarmos juntos aos jovens e vibrar com eles por um mundo melhor, justo e solidário. São os jovens que nos desafiam e instigam por mudanças e comprometimentos por justiça, solidariedade e compromissos por um mundo melhor. São eles que nos convidam a revisitar a história do Instituto e a nos engajar a nossa missão aos moldes atuais, abertos ao mundo e às transformações do cotidiano”, comenta Ir. Odilmar José Civa Fachi.

O Bicentenário de fundação do Instituto traz a insígnia “novo começo” que, para a comunidade Marista, representa um chamado à vitalidade e à perenidade do carisma mariano na vida da Igreja, do próprio Instituto e das pessoas que experimentam e vivem do jeito Marista.

“Ante aos 200 anos de fundação do Instituto Marista, as expectativas que todos anelamos e carregamos no coração são imensas para gestar e fazer nascer a nova aurora do carisma Marista em espírito de comunhão com Irmãos, Leigas e Leigos. Estou seguro que dentro de um “novo começo” habita um encanto e uma paixão que nos motivam e nos impulsionam a viver essa página sagrada da vida, da espiritualidade, da vocação e da missão Maristas para o presente e para o futuro”, destaca o vice-provincial da PMBCS, Ir. Benê Oliveira.

Opinião compartilhada pelo Ir. Rafael Ferreira Júnior, da Província Marista Brasil Centro Norte (PMBCN). “A celebração dos 200 anos de fundação do Instituto Marista é uma oportunidade ímpar para que todos nós, religiosos e Leigos, nos engajemos em um novo começo para nossa missão a serviço da Igreja e da sociedade. O mundo bate à nossa porta e os homens e mulheres de nosso tempo pedem que compartilhemos de suas alegrias, desafios, incertezas e esperanças. Jesus, Maria e Champagnat nos desafiam a continuarmos gerando vida enquanto promovemos a dignidade das crianças, adolescentes e jovens, aos quais servimos de tantas formas e em tantos lugares ao redor do mundo. E estamos dispostos a vencer este desafio”, finaliza o coordenador da Comissão Provincial de Espiritualidade e Patrimônio Marista da PMBCN.

O triênio rumo ao Bicentenário Marista

Até 2017, quando se completarão 200 anos de história do Instituto Marista pelo mundo, os Irmãos, Leigos, e Leigas da instituição serão guiados por três ícones Maristas que recordam aspectos essenciais da vida e missão mariana ao longo da história. São três dimensões escolhidas pelo Instituto Marista para marcar a sua trajetória de futuro.

Ao longo deste período, a comunidade Marista espalhada pelo mundo realizará diversas atividades fortalecendo a união entre Irmãos, Leigos, e Leigas, e a apropriação do sonho de São Marcelino Champagnat, fundador do Instituto Marista, impulsionando a passagem da instituição ao longo da história rumo à construção de um futuro marcado pela presença Marista nos cinco continentes e, em especial, nas regiões de fronteira.

“Como Maristas de Champagnat, todos são convidados a olhar a realidade a sua volta e transformá-la para melhor, levando a diante a missão da evangelização de crianças e jovens, por meio da educação. Tem havido muitos começos até agora e, neste início de Século XXI, somos convidados a viver mais um”, afirma o Superior Geral do Instituto Marista, Ir. Emili Turu.

 

Ano Montagne

Outubro 2014 – Julho 2015

No dia 28 de outubro de 2014, aniversário do encontro de São Marcelino Champagnat com o jovem Montagne, que, ao receber a extrema-unção mostrou seu completo desconhecimento em relação a Jesus e a alfabetização, o Instituto Marista dá início ao ano Montagne, que reitera o sentido mais profundo da missão.

Ano Fourvière

Julho 2015 – Julho 2016

No dia 23 de julho de 1816, dia seguinte ao da ordenação do Pe. Champagnat, um grupo de jovens sacerdotes, no Santuário de Fourvière, em Lyon, na França, realizam a chamada promessa de Fourvière, na qual se comprometem a fundar a Sociedade de Maria com a missão de evangelizar crianças e jovens, em especial os mais necessitados, por meio da educação.

Ano La Valla

Agosto 2016 – Agosto 2017

A casa de La Valla, primeira construção para realização das atividades do Instituto Marista, será o ícone que orientará o terceiro ano voltado para a dimensão mística da vida mariana.

 

Fonte: Grupo Marista

Written by

The author didnt add any Information to his profile yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *